LHLN_Thumb
19.JUN.17 - 16:22

Ranking do Financial Times distingue três faculdades nacionais

A Nova SBE está entre as 20 melhores escolas mundiais no ranking de Mestrados em Finanças. A classificação, do Financial Times, consagra ainda duas outras escolas portuguesas de finanças e gestão no top 50.

Três faculdades portuguesas foram destacadas pelo ranking de Mestrados em Finanças do Financial Times. O mais bem posicionado é o curso da Nova School of Business and Economics, no 19.º lugar, que ainda assim caiu cinco posições em relação ao ranking de 2016. Segue-se a Católica Lisboa, que figura na lista este ano pela primeira vez, em 26.º lugar.

“A entrada da Católica-Lisboa no Ranking Global do Financial Times para os Mestrados em Finanças é, para nós, um motivo de grande orgulho, mas acima de tudo é um reconhecimento da qualidade dos nossos mestrados”, sublinha em comunicado Guilherme Almeida e Brito, vice-reitor da Católica-Lisboa.

A concluir o trio de mestrados nacionais aparece a oferta do ISCTE Business School, na 40.ª posição. Este é também um curso estreante nesta classificação do FT. 

A encabeçar a lista está a Edhec Business School, em Lille, França, que escalou do quarto lugar para o topo da tabela. Em segundo lugar a HEC Paris e no último lugar do pódio mais uma escola francesa: a Essec Business School, localizada em Cergy.

No top 10 apenas uma das escolas não é europeia: o MIT Sloan, situado no Massachusetts, Estados Unidos, ocupando a quinta posição. Os licenciados desta escola norte-americana são, no entanto, os que têm os melhores salários - uma média salarial anual de 143.654 dólares (128.342 euros)

Consulta o ranking completo aqui.

Facebook Twitter