24.MAR.17 - 17:10

UC revela carta de padre Cristóvão Ferreira

O último filme de Martin Scorsese, “Silêncio”, conta a história dos padres jesuítas portugueses e da perseguição religiosa no Japão. Um dos documentos escritos por Cristóvão Ferreira, figura retratada no filme, foi encontrado no espólio da UC.

O espólio da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra guarda muitos “tesouros” e recentemente foi descoberto mais um: uma carta escrita pelo padre jesuíta português Cristóvão Ferreira. 

Este documento consiste numa carta “ânua” (um relatório anual dos trabalhos dos padres jesuítas nas missões realizadas no estrangeiro) escrita em 1618 no Japão, ano em que já estavam em vigor os decretos que proibiam a prática da religião cristã no Japão. Na carta podem ler-se diversas histórias de perseguições e conversões, descritas pela mão do clérigo português.

Cristóvão Ferreira foi recentemente a figura central no filme «Silêncio», do realizador Martin Scorsese, que relata os dramas da perseguição religiosa contra os cristãos no Japão do século XVII. O padre jesuíta foi interpretado no cinema pelo ator irlandês Liam Neeson.

Facebook Twitter