LHLN_Thumb
05.ABR.17 - 16:20

Valter Hugo Mãe vai “viver” na Lusíada

Depois de desenharem casas para personalidades como Eduardo Souto Moura e Pedro Abrunhosa, os estudantes de Arquitetura da Lusíada do Porto recebem como convidado Valter Hugo Mãe. A Casa VHM vai inspirar-se na literatura do autor.

Os estudantes do Curso Superior de Arquitetura da Universidade Lusíada - Norte (Porto) vão imaginar e desenhar a casa perfeita para o escritor Valter Hugo Mãe. A iniciativa é desenvolvida anualmente e consiste num desafio que motiva a criatividade dos estudantes e futuros arquitetos, através de uma simulação da realidade.

A Casa VHM (Valter Hugo Mãe) nascerá dos universos da literatura, que contaminarão o campo conceptual e espacial arquitetónico. Estes valores fomentarão e alimentarão uma ideia e um conceito de arquitetura, em que a palavra e o homem são os protagonistas de uma expressão e representação quotidiana.

Todos os anos os estudantes estudam e materializam uma casa para um convidado publicamente reconhecido e envolvido com a sociedade, que atua como cliente real e ideal perante os estudantes. O escolhido é normalmente uma personagem cultural, capaz de alimentar o imaginário dos estudantes, estimulando a idealização e conceção arquitetónica.
 
Os convidados dos anos letivos anteriores foram Eduardo Souto de Moura, Álvaro Leite Siza Vieira, Pedro Abrunhosa, Manuel Graça Dias, Capicua e Francisco Menezes.
  
A sessão de apresentação da Casa Valter Hugo Mãe pelos estudantes decorre pelas 11h do dia 7 de abril, na sala R1 da Universidade Lusíada do Porto. A sessão é apresentada e coordenada pelo arquiteto João Rapagão, docente de Arquitetura I e responsável pelo acompanhamento e desenvolvimento pedagógico deste projeto.
 

Facebook Twitter